Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

AI lança campanha para combater violência contra mulheres

Mais de 2.500 mulhres morreram no México devido à violência doméstica.
Lusa 2 de Novembro de 2015 às 03:23
A Amnistia Internacional considera que o acordo tem contradições
A Amnistia Internacional considera que o acordo tem contradições FOTO: Getty Images

A Amnistia Internacional (AI) lançou esta segunda-feira uma campanha para combater a violência contra as mulheres, jovens e meninas a nível laboral, escolar, comunitário e familiar no México.

A AI indicou, em comunicado, que apesar da criação de um quadro jurídico para fazer frente aos assassinatos de mulheres, dados das Nações Unidas indicam que em 2013 morreram 2.502, alegamente, por homicídio, o equivalente a sete mulheres assassinadas por dia no México.

"Com frequência, os casos de homicídios de mulheres não se investigam como tal e não são tratados adequadamente pela justiça, gerando um padrão de impunidade", advertiu a organização.

Perseo Quiroz, diretor executivo da AI México, destacou que as autoridades falharam em adotar medidas legais e administrativas para melhorar a prevenção, proteção e investigação da violência do género no país.

"Há uma necessidade urgente de preencher a lacuna entre a lei e a realidade e acabar com os assassinatos de mulheres", afirmou.

Amnistia Internacional AI México questões sociais violência mulheres jovens questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)