Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Angola gastou mais de 3 mil ME desde 2005 para reabilitar rede ferroviária nacional

Lusa 14 de Fevereiro de 2015 às 16:21

A reabilitação da rede ferroviária angolana, destruída pela guerra civil, custou, entre 2005 e 2015, mais de três mil milhões de euros, disse hoje o ministro dos Transportes de Angola, Augusto da Silva Tomás.

O ministro falava no Luau, onde foi inaugurado o troço final do Caminho de Ferro de Benguela (CFB) na província do Moxico, representando o regresso, 32 anos depois, da ligação de comboio entre o Atlântico (Lobito) e o interior de Angola, num percurso de 1.344 quilómetros.

"Muitas vezes, e nem sempre de boa-fé, alguns perguntam onde é que vai o nosso dinheiro. Pois bem, a resposta está aí. Parte da reposta está aqui no Luau, na extensão do Caminho de Ferro de Benguela", ironizou Augusto da Silva Tomás.