Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Antigo embaixador angolano apresenta queixa-crime em Portugal para investigar Justiça

Lusa 26 de Fevereiro de 2019 às 09:11

O antigo embaixador de Angola Adriano Teixeira Parreira apresentou junto da Procuradoria-Geral da República (PGR) de Portugal uma queixa-crime em que pede para investigar "lamaçal entre as justiças angolanas e portuguesa".

A queixa, explicou, surge no seguimento de artigo publicado no portal de investigação jornalística "Maka Angola" no passado mês de janeiro, em que são apontados vários casos de corrupção que envolvem membros dos sistemas judiciais angolano e português, após análise de várias mensagens de correio eletrónico.

À Lusa, Adriano Teixeira Parreira, que foi embaixador itinerante de Angola e, entre 1994 e 1997, embaixador extraordinário junto das Nações Unidas, em Genebra, e de organizações internacionais sediadas na Suíça, justificou a apresentação da queixa-crime - como outras que já interpôs anteriormente - por considerar que o texto apresenta "a prova" que fundamenta as "imensas suspeitas de comportamentos inusitados".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)