Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

António Costa louva união de fronteiras e "raízes humanistas" de Portugal em Paris

Lusa 18 de Abril de 2016 às 16:14

O primeiro-ministro português, António Costa, louvou hoje, em Paris, a importância da união de fronteiras e das "raízes humanistas" de Portugal, para o desenvolvimento da criação artística e da relação entre Portugal e França.

Durante a inauguração de duas novas salas na Casa de Portugal - André de Gouveia, na Cidade Universitária da capital francesa, António Costa destacou a passagem de artistas portugueses por Paris, como Amadeo de Souza Cardoso, Fernando Pessoa, Maria Helena Vieira da Silva e Joana Vasconcelos, assim como o papel de Calouste Gulbenkian e do pensador quinhentista André de Gouveia, na divulgação da cultura portuguesa.

"Nesta casa adotámos o nome de André Gouveia, um grande humanista português, antigo reitor da Universidade Sorbonne, que veio cá no século XVI", declarou António Costa, em francês, acrescentando: "Algo liga Calouste Gulbenkian a André de Gouveia: pelo espírito uniram os homens e as fronteiras e foram mais longe pelo conhecimento."

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)