Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

O último adeus a Mário Soares

Acompanhe ao minuto as cerimónias fúnebres do antigo Presidente da República. Funeral realiza-se esta terça-feira.
9 de Janeiro de 2017 às 10:31
O último adeus a Mário Soares
O último adeus a Mário Soares FOTO: António Pedro Santos
Dois dias depois da morte de Mário Soares, as cerimónias fúnebres de Estado do antigo Presidente da República iniciam-se esta segunda-feira com o cortejo que levará o corpo para o Mosteiro dos Jerónimos, onde permanecerá até terça-feira.

00h05 - As portas do Mosteiro dos Jerónimos encerraram, depois de segunda-feira milhares de pessoas, entre figuras públicas e anónimos, se terem ali deslocado para participar nas cerimónias fúnebres do antigo chefe de Estado Mário Soares.

Terça-feira, 10 de janeiro de 2017

23h21 - O presidente do PS, Carlos César, definiu hoje Mário Soares não só como um "grande socialista", mas também como um "grande português", que marcou a modernidade do país com a sua "persistência, coragem, sabedoria e paciência". "Acho que todos os portugueses, independentemente da sua condição partidária ou outras opções no plano cívico, reconhecem em Mário Soares uma referência essencial do Portugal moderno", sublinhou o presidente socialista, falando depois de homenagear Mário Soares, falecido no sábado.

21h52 - O antigo secretário-geral do Partido Socialista (PS) Vítor Constâncio prestou hoje tributo em Lisboa à memória de Mário Soares, evocando as qualidades do socialista e antigo Presidente enquanto homem, cidadão e estadista. Vincando as "muitas décadas de convívio, amizade, partilha de valores e combates políticos" entre si e Soares, Vítor Constâncio quis passar no Mosteiro dos Jerónimos para prestar tributo "ao homem, ao cidadão, ao estadista, aquele que foi realmente o mais marcante na vida portuguesa no século XX, indiscutivelmente". 

20h57 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou "muito impressionante" a homenagem que os portugueses estão a prestar a Mário Soares, que mostra "a gratidão do país" em relação ao antigo chefe de Estado.

19h36 - O secretário-geral da ONU agradeceu hoje ao antigo Presidente da República Mário Soares "tanta entrega ao país e aos portugueses através do Partido Socialista", numa mensagem escrita a seu pedido no livro de condolência na sede do PS.

"Obrigado Mário Soares por tanta entrega ao país e aos portugueses através do Partido Socialista", lê-se na mensagem à qual a Lusa teve acesso, transmitida por António Guterres no livro de condolências que está na sede nacional do Partido Socialista, no Largo do Rato, em Lisboa.

19h22 -
 A cerimónia de homenagem ao falecido estadista Mário Soares, na terça-feira, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, vai ter cerca de hora e meia de duração e registos áudio do antigo Chefe de Estado e sua mulher.

19h05 - 
O antigo vice-primeiro-ministro do Governo do Bloco Central, Rui Machete, caracterizou Mário Soares como "um político excecional", destacando a coragem e lucidez com que interpretava as situações políticas.

19h04 - 
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai receber na terça-feira, em Belém, o rei de Espanha Felipe VI, o Presidente do Brasil, Michel Temer, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Estas autoridades estrangeiras vão estar em Lisboa para as cerimónias fúnebres do antigo chefe de Estado Mário Soares, e terão encontros com Marcelo Rebelo de Sousa no Palácio de Belém à margem dessas cerimónias.

18h44 - 
A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, reconheceu que Portugal tem uma democracia pluripartidária porque homens como Mário Soares "por ela lutaram em momentos decisivos".

18h39 - 
A presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo, considerou, em comunicado, que Mário Soares é "uma personalidade europeia maior que desaparece". "Recebi a notícia, neste fim de semana, do desaparecimento de Mário Soares com muita emoção. É uma personalidade europeia maior que desaparece", indicou.

18h30 - 
O antigo primeiro-ministro José Sócrates prestou uma última homenagem a Mário Soares no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, classificando o antigo Presidente como um político "absolutamente extraordinário".

18h17 - 
O comissário europeu Carlos Moedas vai estar presente nas celebrações fúnebres do antigo Presidente da República Mário Soares, na terça-feira, pelas 13:00, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, em representação de Jean-Claude Juncker, informou a Comissão Europeia.

18h05 - 
A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) manifestou hoje em nota de imprensa publicada na sua página na Internet, "profundo pesar pelo falecimento do Presidente Mário Soares".  "Ao transmitir as mais sentidas condolências ao povo português pela perda de seu eminente cidadão, a CPLP exalta o histórico papel desempenhado pelo Presidente Mário Soares no estreitamento da amizade, do diálogo político e da integração entre os países de língua oficial portuguesa, que culminou com a constituição da Organização, em 17 de julho de 1996", lê-se na nota. 

18h04 - O diretor da Cinemateca, José Manuel Costa, homenageou hoje Mário Soares, falecido no sábado, lembrando que o antigo Presidente da República foi uma pessoa que, "mesmo em funções oficiais, teve uma relação particular com esta casa".

18h01 - O antigo ministro António Bagão Félix disse hoje que Mário Soares foi o "político português que melhor soube encarar o mais profundo resultado da política" ao ter perdido com "a mesma naturalidade com que muitas vezes venceu".

17h59 - O antigo Presidente da República Ramalho Eanes prestou hoje homenagem a Mário Soares, um "coautor relevante" de diferentes acontecimentos políticos de Portugal, recordando que nas questões de interesse comum estiveram juntos ou muito próximos.

"A minha presença aqui é uma presença de homenagem. Homenagem a um homem que na luta política se empenhou e que é um coautor relevante dos mais vastos acontecimentos políticos do Portugal contemporâneo", disse aos jornalistas o antigo chefe de Estado, que acompanhado da mulher, Manuela Eanes, esteve hoje à tarde no Mosteiro dos Jerónimos para participar nas cerimónias fúnebres de Mário Soares.

17h56 - O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considerou hoje que o facto de o primeiro-ministro manter a sua visita de Estado à Índia é "uma bela homenagem" a Mário Soares, que este compreenderia

17h35 - O ex-secretário-geral do PS António José Seguro associou "liberdade, democracia e Europa" a Mário Soares, considerando que as divergências que teve com o antigo Presidente da República aconteceram porque ambos pensavam pela própria cabeça.

17h31 - 
Os antigos primeiro-ministro francês Lionel Jospin, presidente do Brasil José Sarney e presidente da Comissão Europeia Jacques Santer, bem como o príncipe marroquino Moulay Rachid, irmão do rei, estarão presentes no funeral de Mário Soares, na terça-feira.

17h28 - 
O Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, recordou o antigo chefe de Estado Mário Soares como uma "referência incontornável" da luta pela democracia em Portugal e considerou que a sua morte "abre um vazio difícil de preencher".

17h02 - O histórico socialista Edmundo Pedro recordou hoje os combates com o amigo Mário Soares, "sempre do mesmo lado", depois de prestar homenagem ao antigo Presidente da República no Mosteiro dos Jerónimos.

16h29 - O ex-secretário-geral da UGT João Proença recordou Mário Soares como uma "pessoa muito atenta aos problemas dos trabalhadores", lembrando o dia em que o antigo Presidente da República aceitou reunir-se com os sindicados em plena greve geral.

15h55 - O líder do PSD e ex-primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse que a homenagem que está a ser feita ao antigo Presidente da República Mário Soares é uma "homenagem nacional", sentida por todos os portugueses.

15h53 -
Os presidentes do Governo Regional e da Assembleia Legislativa da Madeira, Miguel Albuquerque e Tranquada Gomes, estarão presentes na terça-feira no funeral de Estado do antigo Presidente da República Mário Soares, anunciaram os respetivos gabinetes.

15h31 - 
O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, sublinhou hoje o "momento de pesar, perda e respeito pela morte" de Mário Soares, de quem destacou o "combate contra a ditadura fascista".

15h09 -
 O histórico socialista Manuel Alegre considerou hoje que Mário Soares "não desaparece", porque o antigo Presidente da República ficará na memória de todos os que prezam os valores da liberdade, democracia, justiça social e tolerância. 

15h07 -
 O ex-líder do CDS Diogo Freitas do Amaral está impedido de participar nas cerimónias fúnebres do antigo presidente da República Mário Soares, devido a ter sido submetido a "uma intervenção urgente na coluna dorsal", informou o seu gabinete.
 
14h42 - A Hemeroteca Municipal de Lisboa anunciou a disponibilização "online" de uma seleção de diferentes publicações que noticiaram "momentos decisivos" do percurso político de Mário Soares e da "história coletiva" do país.

14h06 - Milhares de pessoas acompanharam o início das cerimónias fúnebres do antigo Presidente da República Mário Soares, seguindo um cortejo que desfilou por algumas das principais artérias de Lisboa.

13h40 -
Marcelo Rebelo de Sousa saiu do Mosteiro dos Jerónimos, dirigindo-se para o Palácio de Belém. O Presidente da República não prestou declarações aos jornalistas presentes. 

13h16 - A urna de Soares foi colocada na chamada Sala dos Azulejos do Mosteiro dos Jerónimos, onde o corpo do antigo presidente será velado. Espaço estará aberto ao público até às 00h00. 

13h10 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, receberam o cortejo fúnebre no Mosteiro dos Jerónimos e apresentaram condolências à família. No local esteve também a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, a representar o Governo, em substituição do primeiro-ministro, António Costa, que se encontra na Índia em visita de Estado.

13h08
- O armão que transporta o antigo Presidente da República já chegou aos Jerónimos e a urna já está a ser retirada do veículo. Tinha à sua espera muitos populares e Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República. É transportada em braços por seis elementos da GNR, seguindo para a Sala dos Azulejos entre palmas, lágrimas e gritos de "Soares é fixe".
Portugal despede-se de Mário Soares



13h00 -
 Cerca de mil militares dos três ramos das Forças Armadas estarão envolvidos nas cerimónias fúnebres do antigo Presidente da República, Mário Soares, entre segunda e terça-feira. O funeral contará com uma escolta de honra de 200 militares, dos três ramos das Forças Armadas.

Para além dos militares da GNR, que têm a responsabilidade da escolta ao cortejo fúnebre e honras militares à chegada ao Mosteiro dos Jerónimos, a Marinha, a Força Aérea e Exército destacaram ao todo aproximadamente mil militares para as cerimónias.

13h00 - A ministra da Presidência adiantou algumas das personalidades estrangeiras que vão estar no funerla de Mário Soares, esta terça-feira. Entre elas contam-se, o presidente do Brasil, Michel Temer, o Presidente da República da Guiné-Bissau, o vice-ministro das Relações Exteriores de Cuba e representantes de vários partidos europeus. De Espanha virá o ministro das Relações Externas (Negócios Estrangeiros) e da Cooperação de Espanha, Alfonso Dastis, e o ex-presidente do Governo espanhol e ex-líder do PSOE, Felipe Gonzalez. Também o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, virá a Lisboa. De angola vem o presidente da Assembleia Nacional angolana, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

12h50 -  A charrete que leva a urna de Mário Soares está prestes a chegar ao Mosteiro dos Jerónimos, onde uma guarda de honra aguarda a chegada do antigo Presidente da República.

12h00 -  O eurodeputado socialista Carlos Zorrinho anunciou que a delegação portuguesa no Parlamento Europeu realizará uma homenagem na terça-feira a Mário Soares. Haverá um livro de condolências para "os seus amigos de toda a Europa".

11h52
- O presidente da Câmara Municipal de Lisboa falou aos jornalistas à saída da urna de Mário Soares. Perante os microfones dos media, falou de "coragem, convicção e tolerância", 'armas' que usou "até ao fim" para "unir as pessoas". "Deixa-nos um grande exemplo para o futuro", garante Fernando Medina.

11h39 - A urna do antigo chefe de Estado português Mário Soares, que chegou à Praça do Município, em Lisboa, às 11h34 horas, já foi transferida para o armão militar que a transportará em cortejo até ao Mosteiro dos Jerónimos.

Três minutos após a chegada, a urna coberta pela bandeira de Portugal foi retirada do carro funerário para o armão (uma charrete cerimonial) por seis militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), seguindo-se a entrega das condecorações pelos netos.

As palmas ouviram-se na chegada do corpo e durante a transladação, tornando-se mais intensas com o início da marcha da charrete cerimonial.

11h34 - Carro funerário que transporta Mário Soares chegou à Câmara Municipal de Lisboa. Uma comitiva de honra presta a devida homenagem junto ao edifício camarário. 

Os restos mortais de Mário Soares foram recebidos pelo presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, por vereadores do executivo e outros autarcas e ainda pela família, representada pelos filhos João e Isabel Soares e pelos netos Jonas e Lilah Soares.

O carro funerário chegou acompanhado por uma Escolta de Honra da GNR, constituída por 30 motos, às quais se juntou uma comitiva de 84 cavalos desta força de segurança.

A assistir, estavam também cerca de 200 de populares, que se mantiveram em silêncio durante a ocasião.

11h30
- O cortejo fúnebre já entrou na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

11h20 - Dezenas de populares, que foram chegando ao Saldanha, em Lisboa, aplaudiram a passagem do cortejo fúnebre de Mário Soares, poucos minutos depois das 11h20.

Duas mulheres mais entusiastas, acompanharam os aplausos com alguns gritos: "Grande homem! Grande homem!", "Classe" e "Deem liberdade aos presos!".

11h05 - O cortejo fúnebre do antigo presidente da Republica Mário Soares arrancou da sua residência no Campo Grande, em Lisboa, após ter sido recebido com aplausos por centenas de populares.

Entre os populares ouvia-se: "Soares é fixe".
Depois de uma paus de cerca de cinco minutos perto da residência, o cortejo continuou pelas principais ruas do centro de Lisboa.

11h00 - O corpo do antigo Presidente da República já chegou à casa onde habitava, no Campo Grande, Lisboa. 

10h58 - A família de Mário Soares já está reunida à porta de casa, enquanto espera a chegada do carro fúnebre.

10h56 - 
O Banco de Portugal expressou "profundo pesar" pela morte de Mário Soares, figura que considerou central na democracia portuguesa e "determinante" para o desenvolvimento político, social e económico do país.

Numa nota divulgada no 'site' da instituição, o Governador e os membros do Conselho de Administração do Banco de Portugal lembram o antigo Presidente da República como "uma figura central da democracia portuguesa" e "um defensor incansável da liberdade", tanto "na oposição à ditadura como na construção do regime democrático após o 25 de Abril".

Os responsáveis recordam os cargos ocupados por Mário Soares sob a atual Constituição, como Presidente da República e primeiro-ministro, e o "papel fundamental" no quadro da sua ação política, nomeadamente "na adesão de Portugal ao projeto europeu e na defesa dos seus ideais".

10h44 - Algumas dezenas de pessoas estão concentradas em frente à porta da residência do antigo Presidente Mário Soares, no Campo Grande, em Lisboa, para lhe prestarem uma última homenagem.

Com o aproximar da chegada da urna, prevista para cerca das 11h00, vai-se avolumando o número de populares que se querem despedir do antigo presidente da República e primeiro-ministro, algumas das quais vão deixando flores à porta da casa onde residiu.

Esta casa fica na rua Dr. João Soares, o pai de Mário Soares, educador e ministro da República, que faleceu precisamente com a mesma idade de 92 anos.

10h40 - O cortejo fúnebre de Mário Soares começou uns minutos mais tarde que o previsto e já avança em direção ao primeiro ponto de passagem: a casa do antigo Presidente da República, no Campo Grande. 

(Em Atualização)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)