Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

APOIO ÀS VÍTIMAS DOS INCÊNDIOS

O ministro da Segurança Social, Bagão Félix, anunciou segunda-feira que será atribuído um subsídio de sobrevivência imediato, no valor do sálario mínimo nacional, a cada membro de um agregado familiar que perdeu as suas fontes de rendimento na sequência dos incêndios, que têm devastdo um pouco por todo o lado o território nacional.
11 de Agosto de 2003 às 19:49
De acordo com o ministro a partir de terça-feira cada elemento das famílias afectadas "irá começar a receber este subsídio", de prestação única e de montante equivalente a um salário mínimo nacional.
Aos pensionistas que também perderam as suas fontes de rendimento suplementares será atribuído um subsídio mensal, durante um ano, no valor da pensão social, ou seja, 146 euros.
Uma prestação social complementar de 438 euros, equivalente ao montante da pensão social durante um período de três meses, também atribuído de uma só vez, será concedido aos familiares directos das vítimas mortais dos incêndios.
O ministro da Segurança Social e do Trabalho, salientou que "a ideia fundamental é agilizar procedimentos», frisando que haverá «tolerância-zero com a burocracia".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)