Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Apologistas do Estado Novo vão sentir-se incomodados com Centro Interpretativo de Santa Comba Dão

Lusa 4 de Setembro de 2019 às 15:15

Quem for ao Centro de Interpretação do Estado Novo, em Santa Comba Dão, à espera de uma perspetiva apologista do regime liderado por Salazar vai sentir-se, "mais do que desiludido, incomodado", salientou um dos coordenadores científicos do projeto.

"Quem for ao Centro de Interpretação do Estado Novo numa perspetiva de apologia do Estado Novo, diria eu que vai sentir-se, mais do que desiludido, incomodado, porque, normalmente, pessoas que têm essa visão não gostam de um discurso historiográfico sobre o Estado Novo", afirmou à agência Lusa João Paulo Avelãs Nunes, um dos coordenadores científicos do projeto, que será construído no Vimieiro, concelho de Santa Comba Dão, terra natural de António Oliveira Salazar.

Em resposta às críticas contra aquele projeto que alertam para o perigo de 'romarias' de defensores de Salazar ao local, o também vice-coordenador do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra vincou que as pessoas que têm uma visão positiva do Estado Novo gostam de um discurso laudatório em torno do regime, o que "nunca será o caso".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)