Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Assis compara Rangel a soldado no pós-guerra convencido de que o conflito não acabou

Declarações proferidas num comício em Setúbal, perante centenas de militantes e simpatizantes do PS.
16 de Maio de 2014 às 23:28

Francisco Assis, cabeça de lista do PS às eleições europeias, comparou esta sexta-feira Paulo Rangel a um soldado no pós-guerra a travar "um combate que já não existe", reagindo às palavras do cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP sobre a presença anunciada do ex-primeiro-ministro e antigo secretário-geral do PS, José Sócrates, numa ação de campanha para as europeias.

“O dr. Paulo Rangel faz-me lembrar cada vez mais um daqueles soldados que dez ou 15 anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial ou da Guerra do Vietname continuavam perdidos numa floresta convencidos que a guerra ainda não tinha acabado e que ainda estavam a travar um combate que já não existia. O dr. Paulo Rangel parou no tempo e parece estar a travar um combate como se entretanto não tivessem passado cinco anos (...) em que inclusivamente o partido dele ganhou eleições", declarou o socialista.

Francisco Assis Paulo Rangel PS PSD Eleições Europeias José Sócrates soldado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)