Associação dos Profissionais da Guarda lamenta mortes na Quinta do Conde

O militar da GNR morto pertencia ao comando de Setúbal e tinha 25 anos.
Por Lusa|30.08.15
  • partilhe
  • 0
  • +
Associação dos Profissionais da Guarda lamenta mortes na Quinta do Conde
O presidente da APG César Nogueira Foto David Martins

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) lamentou este domingo a morte de um militar da GNR, de um agente da PSP e do seu filho, sábado na Quinta do Conde, em Sesimbra, alegadamente assassinados devido a desentendimentos entre vizinhos.

Três mortos em tiroteio na Quinta do Conde

"Ao ter tido conhecimento que mais um profissional da Guarda foi assassinado no cumprimento do dever, não podia deixar de demonstrar o seu mais profundo pesar e consternação, sentimentos extensíveis à família do agente da PSP e do seu filho, que se encontravam no local e que também perderam a vida, neste trágico episódio ocorrido na Quinta do Conde", refere a associação, em comunicado.

A APG/GNR aproveita para lamentar que "mesmo quando sucede o pior cenário, que vem ilustrar com cores trágicas o risco da profissão, o Governo escusa-se a reconhecer esse mesmo risco, designadamente em sede de alterações ao Estatuto profissional da GNR".



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!