Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

"Atitude negativa" da Europa na origem da polémica com Goldman Sachs - Durão Barroso

Lusa 8 de Novembro de 2016 às 11:13

O antigo presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso considerou hoje que a polémica em torno da sua ida para o banco de investimento norte-americano Goldman Sachs deveu-se a uma "atitude negativa" da Europa face aos Estados Unidos.

"Na Europa, em alguns setores, existe uma atitude negativa face aos Estados Unidos. Face a tudo o que vem dos Estados Unidos. E acho que é um erro, porque há diferenças entre os Estados Unidos e a Europa, mas basicamente precisamos de ter um mercado conjunto. As oportunidades para o crescimento e o emprego são enormes", considerou Durão Barroso no decorrer de uma conferência na Web Summit, que decorre em Lisboa.

A ida de José Manuel Durão Barroso para o banco de investimento Goldman Sachs suscitou muitas críticas, incluindo de líderes europeus como o presidente francês, François Hollande, e uma petição impulsionada por funcionários das instituições europeias, que reuniu mais de 150 mil assinaturas, a reclamar "medidas fortes" para pôr fim à chamada "porta giratória" em Bruxelas (a passagem de antigos comissários para cargos no setor privado que coloquem em causa a reputação das instituições da UE).