Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Ativista pelos direitos humanos na China julgado por "incitar o ódio étnico"

Lusa 14 de Dezembro de 2015 às 05:46

Um dos mais conhecidos ativistas pelos direitos humanos na China foi hoje a julgamento, acusado de "incitar o ódio étnico" e de "provocar querelas e conflitos", segundo revelou o seu advogado, citado pela agência France Presse.

A agência francesa escreve que, alegadamente, a polícia envolveu-se em confrontos com vários apoiantes de Pu Zhiqiang que se reuniram à porta do tribunal, enquanto vários internautas chineses se mostraram críticos da decisão de Pequim.

Pu Zhiqiang, que foi advogado de vítimas de condenação a trabalhos forçados e do artista e dissidente chinês Ai Weiwei, foi detido há um ano e meio, a meio de uma campanha repressiva sobre os dissidentes em todo o país.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)