Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Autarca comunista passa a independente

O presidente da Câmara Municipal do Redondo cedeu a uma manifestação popular de solidariedade e anunciou que vai liderar uma candidatura independente nas autárquicas de Outubro, depois de o Comité Central do PCP lhe ter retirado a confiança política. Alfredo Barroso conduz os destinos daquela autarquia há 22 anos.
19 de Março de 2005 às 11:01
A direcão central do PCP tem estado reunida para debater, entre outros assuntos, a estratégia para as autárquicas de Outubro próximo. O secretário-geral dos comunistas, Jerónimo de Sousa, confirmou ontem a decisão de excluir Alfredo Barroso das listas eleitorais do partido.
Jerónimo explicou que o partido não pode tolerar deserções estratégicas. É que Alfredo Barroso contrariou as indicações da estrutura regional do PCP-Évora e alinhou com um plano promovido por socialistas, para preparar a privatização a prazo do sector das águas na autarquia.
O secretário-geral do PCP justificou assim a decisão de excluir Barroso e referiu também tratar-se de um processo de renovação normal em democracia, admitindo que poderá haver mais autarcas veteranos a sair das listas.
Mas a população do Redondo não aceita as explicações da liderança comunista. Já esta semana, um elemento da concelhia comunista local demitiu-se em solidariedade para com o autarca. Ontem à noite, a população do Redondo juntou-se no cine-teatro da localidade, para uma manifestação de apoio ao seu autarca de há duas décadas.
A iniciativa estava previsto decorrer na Casa do Povo, mas mudou de local devido à elevada afluência de manifestantes. ALfredo Barroso não resistiu ao apelo e declarou, ontem à noite, que será candidato independente à presidência da Câmara do Redondo nas autárquicas de Outubro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)