Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Autarca da Moita defende regulamentação da apanha de bivalves no rio Tejo

O autarca explicou que existem milhares de pessoas que vivem da apanha e consomem os bivalves, em especial a amêijoa, apesar de ainda ser uma atividade ilegal, o que considera ser "incompreensível".

2 de Julho de 2014 às 17:25

O presidente da Câmara da Moita, Rui Garcia, afirmou esta quarta-feira que a apanha de bivalves no rio Tejo deve ser regulamentada pelo Governo de modo a que esta atividade deixe de ser considerada ilegal.

"É preciso vontade das autoridades para regulamentarem a situação. É sabido que a qualidade das águas do rio melhorou e que já é possível a apanha de bivalves para consumo humano, desde que sejam previamente sujeitos a depuração", afirmou em declarações à agência Lusa.

Autarca Moita defende regulamentação apanha bivalves rio Tejo
Ver comentários