Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Autarquia recusa substituir Estado no financiamento das creches

Vice-presidente da Câmara de Lisboa diz que "o apoio financeiro ao funcionamento de creches não é da responsabilidade das autarquias, cabendo ao Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social".
8 de Julho de 2014 às 20:33

O vice-presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, afirmou esta terça-feira que o município não pode substituir o Governo no financiamento das creches construídas ao abrigo do programa B.a.bá, delegando para o Estado esta responsabilidade.

"Não se pode pedir ao município aquilo que não está nas suas funções", referiu, salientando que a autarquia não vai "substituir-se ao Estado central". Sublinhando que a criação do programa B.a.bá foi um "investimento de grande dimensão" da câmara, feito com "recursos próprios", Fernando Medina frisou que a autarquia "assumiu uma responsabilidade financeira que não tem paralelo na comparação com outros municípios".

Lisboa autarquia recusa substituir Estado financiamento creches
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)