Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Autoridades cabo-verdianas limitam a um máximo de mil pessoas em Chã das Caldeiras

Lusa 26 de Abril de 2017 às 13:49

A localidade de Chã das Caldeiras, na ilha cabo-verdiana do Fogo, vai ter um Plano de Emergência, cujo ordenamento prevê a construção de mais 50 casas e limita o máximo de mil pessoas a viver na cratera do vulcão.

A proposta do plano foi apresentada na terça-feira, em São Filipe, pelo primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, mais de dois anos após o fim da erupção vulcânica na ilha do Fogo, que desalojou cerca de 1.500 pessoas de duas localidades próximas.

Com previsão para ser implementado dentro de seis meses, o plano prevê ainda a construção de outras infraestruturas, como escolas, jardins infantis, posto policial, delegação municipal, bem como o edifício da sede do Parque Natural, que também foi destruído pelas lavas.