Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Autorizada contratação de 2.000 médicos e paramédicos face a epidemias em Angola

Lusa 29 de Março de 2016 às 18:03

O ministro da Saúde de Angola, Luís Gomes Sambo, anunciou hoje o recrutamento extraordinário de até 2.000 médicos e paramédicos angolanos recentemente formados, para apoiar no combate às epidemias de malária e febre-amarela.

O governante falava aos jornalistas no final da terceira sessão ordinária da comissão para a Política Social do conselho de ministros, realizada em Luanda sob orientação do vice-Presidente da República, Manuel Vicente, e que entre outros assuntos analisou a resposta que está a ser dada pelos hospitais às epidemias que assolam sobretudo a capital.

"Neste preciso momento os hospitais em geral estão a funcionar, mas com dificuldades. Precisamos de mais abastecimento, que está a ser processado, mais medicamentos essenciais, mais reagentes para o diagnóstico das doenças mais frequentes. E também precisam de mais rendimento de pessoal de saúde", admitiu o ministro Luís Gomes Sambo.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)