Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Avaliação de Renato Seabra sob suspeita

O neuropsicólogo que disse que Renato Seabra era mentalmente são, no julgamento em que o modelo foi condenado a um mínimo de 25 anos de cadeia pela morte do colunista Carlos Castro, em Nova Iorque (EUA), está sob suspeita.
23 de Setembro de 2013 às 02:04
Renato Seabra
Renato Seabra FOTO: Reuters

A imprensa local sugere que existe uma relação promíscua entre William Barr e a procuradoria de Manhattan, visto que o perito foi contratado, em 13 anos, mais de cem vezes para provar que os acusados não são insanos.

Barr, revela o jornal ‘The New York Times’, afirmou em tribunal que uma doença mental nunca tem uma origem súbita, contrariando o Manual de Diagnóstico e Estatística de Transtornos Mentais. Por isso, a sua imparcialidade está a ser posta em causa. O neuropsicólogo defendeu que o modelo português que matou Carlos Castro, em 2011, não teve um episódio maníaco. Afirmação que foi repudiada por 20 médicos no julgamento. 

renato seabra avaliação prisão homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)