Barreiro perdeu 222 professores

As escolas do concelho do Barreiro perderam 222 professores desde 2009, apesar de se registar um aumento do número de alunos, alertou esta terça-feira a vereadora da Educação, Regina Janeiro.
05.03.13
  • partilhe
  • 0
  • +

"Segundo informações que nos foram entregues, temos uma redução de 23 por cento de professores, ou seja, menos 222 professores nas escolas do 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário das escolas do Barreiro", disse a autarca.

Regina Janeiro explicou que a autarquia fez a ligação da redução de professores com a criação do mega-agrupamento que juntou a Escola Secundária Augusto Cabrita com o agrupamento 2/3, onde o número de professores que saíram foi acima da média.

"Fizemos as contas e, depois da formação do mega-agrupamento, registou-se uma redução de 34 por cento, ou seja, menos 41 professores desde 2009/2010", defendeu.

A autarca explicou que ao mesmo tempo que saíram 222 professores das escolas do Barreiro desde o ano letivo 2009/2010, o número de alunos aumentou.

"Temos um aumento de 570 alunos nestes ciclos de ensino. Isto faz-se com o aumento do número de alunos por turma, com a redução da carga horária de algumas disciplinas e com redução de pessoas nos conselhos diretivos", disse.


A vereadora criticou a criação dos mega-agrupamentos e referiu que os objetivos são apenas a redução de recursos humanos, afirmando que existe um "desrespeito" pelas posições da autarquia, dos concelhos gerais dos agrupamentos e das direções escolas.

"Não foram apontados objetivos pedagógicos, que são a grande missão das escolas. Claro que o que está subjacente é a diminuição dos recursos humanos, desde professores a auxiliares e pessoal das secretarias", disse a autarca.

No Barreiro vão ser constituídos mais dois mega-agrupamentos, um que junta a escola dos Casquilhos com a Quinta Nova da Telha e outro que junta a escola 2/3 da Quinta da Lomba com a secundária de Santo André.

"Até no primeiro ciclo temos mais 138 alunos e apenas mais uma turma", alertou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
9 Comentários
  • De Adriano Sequeira11.03.13
    É com esta politica para o ensino que vamos passar a ser um pais mais competitivo, gerar mais valias e aumentar o PIB de Portugal. Só na cabeça .... destes governantes.
    Responder
     
     3
    !
  • De antonio10.03.13
    Vivi no Barreiro de 1958 a 1997 e posso dizer: o Barreiro ainda consegue meter mais nojo do que metia antigamente (camarros desgraçados).
    Responder
     
     8
    !
  • De M10.03.13
    Entretanto mete-se em escolas que foram construídas para poucas crianças mais de uma centena de alunos sem infraestruturas.Ninguém pensa nos residentes que são assim confrontados diariamente com todo o ruído e tráfico
    Responder
     
     2
    !
  • De barreirense10.03.13
    resposta ao senhor/ra ecoiso como pode dizer que o barreiro e uma vergonha de cidade voce deve morar nas galinheiras de serteza ai sim e uma vergonha barreiro cidade bonita e com uma praia de meter inveja nao se v crimes
    Responder
     
     0
    !
  • De António Silva09.03.13
    A vereadora admitiu que havia 222 professores a mais só no Barreiro, pagos pelos nossos impostos. Na verdade depois desta redução, ainda lá há cerca de 250 a mais. EM PORTUGAL HAVIA O DOBRO DOS PROFS DA OCDE/ 1000 alunos
    Responder
     
     6
    !