Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Barroso pretende política de imigração comum

O presidente da Comissão Europeia pretende aprovar um conjunto de propostas para a política comum de imigração e alertou para os riscos inerentes ao terrorismo.
2 de Julho de 2007 às 17:06
Em conferência de imprensa conjunta com José Sócrates, no Porto, Durão Barroso considerou ser “um absurdo que uma Europa, que se pretende assumir como um espaço aberto, tenha 27 políticas distintas” para o fenómeno das migrações.
“Os problemas da Europa são globais e merecem também uma resposta global. Com a aprovação do novo Tratado Reformador, será precisamente na área da justiça, liberdade e segurança que se registarão os maiores progressos”, declarou o presidente da Comissão.
Por seu turno, o Primeiro-ministro português defendeu uma política comum de migrações baseada nos princípios do “combate à imigração ilegal, abertura à inclusão e reconhecimento da valia económica e dos direitos sociais dos imigrantes”.
A ameaça terrorista é outro dos pontos que Barroso e Sócrates defendem que pode ser tratada pelo novo Tratado. Uma das poderá passar pela introdução de instrumentos importantes ao nível da cooperação policial.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)