Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Barroso/10 anos: Machete sublinha "atenção" dada a Portugal, sem esquecer saída "complicada"

Lusa 28 de Outubro de 2014 às 08:00

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera que Portugal beneficiou do facto de Durão Barroso ter sido presidente da Comissão Europeia, pela "atenção" dada ao país, sem esquecer todavia a crise provocada pela sua saída súbita do cargo de primeiro-ministro.

Em declarações à Agência Lusa, Rui Machete, instado a fazer um balanço dos 10 anos de mandatos de José Manuel Durão Barroso à frente do executivo comunitário, considerou que "há que distinguir duas coisas", a forma como o antigo primeiro-ministro saiu de Lisboa rumo a Bruxelas, no verão de 2004, e o trabalho feito ao longo dos últimos 10 anos na Comissão Europeia.

Quanto ao papel de Durão Barroso enquanto presidente da Comissão, considera que, embora o tenha desempenhado "com a imparcialidade que o cargo impunha", Portugal "não deixou de beneficiar", pela atenção dada; já quanto à forma como saiu de Lisboa para rumar a Bruxelas, admite que a "rutura, tal como foi feita", teve consequências para o país, provocando um período "complicado.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)