Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

BE desafia Seguro a dar a mão à palmatória e rejeitar tratado orçamental

O coordenador do BE não esqueceu o Governo e a saída da troika no seu discurso, dizendo que sábado, o dia do final do programa de assistência financeira, é para a direita "um dia de foguetório e champanhe".

16 de Maio de 2014 às 23:53

João Semedo, coordenador do Bloco de Esquerda, desafiou esta sexta-feira o PS e António José Seguro a darem a "mão à palmatória" e garantirem a rejeição do tratado orçamental, considerando que a diferença entre a austeridade rosa e laranja é que "uma dói e a outra mói".

 

João Semedo apontou, de novo, as baterias do discurso político ao PS e, desde Faro, aproveitou o dia em que se anunciou a presença do ex-primeiro-ministro José Sócrates na campanha socialista para deixar um desafio e uma exigência ao partido de António José Seguro.

 

"Se o PS está contra a austeridade não pode estar a favor do tratado orçamental. E portanto aquilo que é o desafio certo, sério nestas eleições, é exigir que António José Seguro dê a mão à palmatória e diga aos portugueses que rejeitará o tratado orçamental no futuro", atirou.

O coordenador do BE não esqueceu o Governo e a saída da troika no seu discurso, dizendo que sábado, o dia do final do programa de assistência financeira, é para a direita "um dia de foguetório e champanhe".

Bloco de Esquerda PS José Sócrates Eleições Europeias Faro João Semedo coordenador
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)