Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Birmânia vai julgar 51 trabalhadores que se manifestaram para pedir reformas laborais

Lusa 21 de Maio de 2016 às 06:08

A polícia na Birmânia apresentou acusações de associação ilícita e desordem pública contra 51 trabalhadores de uma fábrica de madeira que se manifestaram para pedir reformas laborais, informou hoje a imprensa local.

O crime de perturbação da ordem pública não contempla a possibilidade de fiança e é punido com uma pena de até dois anos de prisão, segundo o diário Myanmar Eleven.

Os elementos do grupo continuam presos até à próxima audiência, prevista para 01 de junho, no estabelecimento prisional de Yamethin, situado a 69 quilómetros a norte da capital do país, Naypyidaw.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)