Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Blair não lamenta invasão

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair afirmou hoje que não lamenta a sua participação na invasão do Iraque emm 2003, que derrubou Saddam Hussein, e apelou a um pacto de unidade entre as diversas forças políticas iraquianas.
19 de Maio de 2007 às 16:23
O governante britânico fez uma última visita-surpresa ao Iraque, onde se reuniu com o seu homólogo Nuri al-Maliki e com o presidente do país, Jalal Talibani.
Apesar da destruição massiva do Iraque, Blair considerou que, ainda que a situação da segurança continuar a ser dificil, há ‘sinais claros de mudança’ e que a violência não tem impedido a implementação da democracia naquele país.
Blair defendeu também que o pacto de unidade nacional iraquiana deverá ser reconhecido interna e externamente e que os vizinhos do Iraque devem respeitar a vontade do povo iraquiano.
Esta foi a sexta vez que o primeiro-ministro britânico visitou o Iraque e é a última, depois de dez anos no poder.
Ver comentários