Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Bogotá vai denunciar Caracas perante o TPI

Um dia depois de a Venezuela ter cortado relações diplomáticas com a Colômbia, Bogotá anunciou esta sexta-feira que pretende denunciar o governo de Caracas perante o Tribunal Penal Internacional (TPI) por acolher em seu terrirório guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).
23 de Julho de 2010 às 14:47

Não é a primeira vez que a tensão sobe nas relações entre os dois países da América Latina, sempre pelo mesmo motivo: a acusação de Bogotá de que o governo de Caracas acolhe guerrilheiros. O presidente venezuelano, Hugo Chávez, reagiu a esta acusação com um corte de relações, "por uma questão de dignidade", segundo afirmou.

O procurador-geral da Colômbia, Guillermo Mendonza Diago, assegurou hoje numa conferência de imprensa que tem um dossier em que estão documentados 60 ataques lançados pelas FARC a partir do outro lado da fronteira com a Venezuela. Adiantou que está a estudar um mecanismo para elevar os crimes que se cometeram durante esses ataques a crimes de guerra e contra a Humanidade.

Fontes policiais colombianas, citadas pela Radio Caracol, asseguram que membros da ETA, cooperantes de ONGs estrangeiras e militantes políticos de ideologia bolivariana visitaram os acampamentos das FARC presumivelmente situados em território venezuelano.

O Brasil lamentou esta tensão e mostrou-se na disposição de tentar acalmar as relações entre os dois países.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)