Bombista suicida que atacou em Manchester foi salvo da Líbia

Terrorista matou 22 pessoas num concerto de Ariana Grande, em 2017.
01.08.18
O bombista suicida Salman Abedi, que em 2017 matou 22 pessoas num concerto de Ariana Grande, em Manchester, tinha sido salvo da guerra na Líbia três anos antes por um navio da Marinha britânica.

De acordo com o 'Daily Mail', Abedi, então com 19 anos e aluno da Universidade de Manchester, viu-se apanhado pela guerra durante férias na Líbia e foi um dos mais de 100 britânicos retirados pelo navio 'HMS Enterprise' em agosto de 2014.

Hashem, irmão de Abedi, foi também salvo pelo navio, mas está atualmente preso em Trípoli à espera de julgamento por cumplicidade no atentado.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!