Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

'Caçarolada' contra Kirchner

Milhares de pessoas batendo panelas e caçarolas participaram terça-feira na maior manifestação de protesto contra a presidente Cristina Kirchner, motivada pela escalada no braço-de-ferro entre o governo e os agricultores, que já começou a fazer escassear os produtos alimentares nos mercados de Buenos Aires.
26 de Março de 2008 às 18:31
Os protestos dos agricultores, suscitados por um agravamento dos impostos nas exportações de produtos como a carne e a soja, entram hoje na segunda semana, mas só agora os seus efeitos começam a sentir-se na capital argentina e noutras grandes cidades. Como forma de protesto contra os aumentos, os agricultores grevistas deixaram de fornecer os mercados abastecedores e bloquearam estradas em todo o país, impedindo a passagem de produtos agrícolas.
Kirchner respondeu com um discurso duro, que inflamou ainda mais os ânimos. 'Não vou ceder à extorsão dos agricultores. Compreendo os protestos, mas eles têm que saber que sou presidente de todos os argentinos', afirmou Kirchner.
Estas declarações foram mal recebidas pela população, que terça-feira saiu para as ruas na primeira ‘caçarolada' contra a presidente, chegando mesmo a registar-se alguns confrontos entre manifestantes e apoiantes de Kirchner.



Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)