Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Câmara de Lisboa recusa que haja aumentos exorbitantes dos hotéis para final da Champions

Número reduzido de quartos disponíveis é fator condicionante nos preços praticados.
6 de Maio de 2014 às 20:17

O vice-presidente da Câmara de Lisboa recusou hoje que haja um "aumento exorbitante" dos preços dos hotéis da cidade por ocasião da final da Champions League, que se realiza este mês no Estádio da Luz.

"Não há nenhum incumprimento anormal. O número de vagas disponíveis é extremamente baixo, mas não temos nenhum registo de aumento extraordinário", disse Fernando Medina, na reunião da Assembleia Municipal.

O vice-presidente admitiu que os preços dos hotéis "aumentaram na cidade, o que é normal em períodos de grande afluxo", mas negou que atinjam valores astronómicos.

Para exemplificar, Fernando medina disse que os "últimos quartos em unidades de cinco estrelas de referência foram vendidos a 400 euros", valores longe dos avançados pela imprensa há uns dias.

"O que se passa foram necessidades de contornar imposições contratuais de manter quartos disponíveis. Aparentar que os quartos estavam disponíveis era aumentar-lhes o preço de tal forma, que ninguém o pagasse", explicou.

Lisboa Turismo Liga dos Campeões Câmara de Lisboa Fernando Medina
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)