Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Cantora diz que ex-namorado matou acidentalmente Jim Morrison

Marianne Faithfull parece confirmar uma das muitas versões sobre a morte do vocalista dos The Doors, a 3 de julho de 1971, em Paris, quando tinha 27 anos.
6 de Agosto de 2014 às 16:55

A cantora e atriz Marianne Faithfull revelou, numa entrevista  à revista 'Mojo' divulgada esta quarta-feira, que o seu ex-namorado, o traficante de drogas Jean De Breiteuil, "matou por acidente" o líder da banda The Doors, Jim Morrison.

O casal estava naqueles dias num hotel de Paris e De Breiteuil foi visitar o líder dos The Doors no seu apartamento na capital francesa enquanto Faithfull ficou em casa porque, disse à 'Mojo', teve a "intuição de que poderia haver problemas".

"Pensei: 'vou tomar alguns Tuinal [barbíturicos] e não vou lá'. E ele foi visitar o Jim Morrison e matou-o. O que eu quero dizer é que tenho a certeza de que foi um acidente", afirmou a artista, também ex-namorada do líder dos Rolling Stones, Mick Jagger. "Pobre coitado. O 'cavalo' era demasiado forte? Sim. E morreu. E eu não sabia nada sobre isto. De qualquer forma, todas as pessoas relacionadas com a morte deste pobre rapaz já morreram. Menos eu", acrescentou Faithfull, de 67 anos. Na entrevista, justificou que a sua confissão agora, 42 anos após a morte de Jim Morrison, é consequência das "perguntas incríveis" que lhe fazem jornalistas em Londres.

Um relatório de um médico referia, na altura, que o cantor norte-americano morrera devido a uma insuficiência cardíaca, agravada pelo abuso de álcool, mas não se chegou a realizar uma autópsia porque as autoridades francesas consideraram que a morte não se deveu a causas violentas. Muitos defenderam que o cantor sofreu uma 'overdose' de heroína fornecida pelo também falecido De Breiteuil, companheiro de Marianne Faithfull naquela época e conhecido "fornecedor" de famosos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)