Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Cardeal australiano reconhece que deveria ter estado mais atento aos casos de pedofilia

24 de Março de 2014 às 04:00

O cardeal australiano George Pell, nomeado 'ministro' da economia do Vaticano, admitiu hoje que devia ter vigiado mais os casos de pedofilia envolvendo membros da sua igreja como o do padre Aidan Dugan, revelou a imprensa local.

"Dei conta que devia ter exercido uma supervisão mais regular e rigorosa através dos meus chanceleres", disse George Pell numa declaração escrita perante a comissão governamental que investiga as respostas das instituições religiosas, sociais e estatais às denuncias de abusos sexuais de menores.

Nas últimas semanas vários representantes das Igreja Católica foram chamados a testemunhar no caso de John Ellis, que foi violado pelo sacerdote Aidan Duggan na década de 1970, acrescenta a cadeia ABC.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)