Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

CDS satisfeito com as projecções

O porta-voz do CDS-PP, Pedro Mota Soares, fez hoje duras críticas às sondagens publicadas ao longo da última semana, que apontavam resultados entre os dois e os quatro por cento para o seu partido, e sublinhou que as primeiras projecções mostram um cartão amarelo dos portugueses ao PS e ao Governo.
7 de Junho de 2009 às 20:18
Pedro Mota Soares questiona sondagens
Pedro Mota Soares questiona sondagens FOTO: Sérgio Lemos

'Apurado o voto popular, há uma forte censura ao Governo socialista”, destacou  Mota Soares, sublinhando de seguida que as primeiras projecções, que apontam para a eleição de um ou dois eurodeputados pelo CDS-PP “é claramente acima do que todas as sondagens esperavam e apontavam”.

'
O CDS, ao longo desta campanha, encontrou repetidamente sondagens que lhe davam entre dois e quatro por cento. Estas projecções são um desmentido completo dessas sondagens', disse Pedro Mota Soares, na sede do partido.

Duro nas palavras, o porta-voz dos centristas lembrou que “em muitas projecções o CDS elegia um deputado ou até mesmo nenhum'. 'Em qualquer uma das projecções elegemos muito mais do que aquilo que nos foi esperado e indicado.'

Perante estes números, o também deputado afirmou que é necessária uma 'reflexão' sobre a forma como são elaboradas as sondagens.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)