Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Centro de Integridade Pública moçambicano acusa chefe de Estado de "atropelar a Constituição"

24 de Março de 2014 às 09:50

O Centro de Integridade Pública acusou hoje o chefe de Estado moçambicano, Armando Guebuza, de "atropelar a Constituição", ao apresentar em presidência aberta o candidato da Frelimo às eleições presidenciais, Filipe Nyusi.

A crítica do CIP, organização não-governamental de monitorização da probidade no Estado moçambicano, junta-se à contestação de que Armando Guebuza tem sido alvo em vários círculos de opinião no país, por estar a apresentar, na sua presidência aberta, o candidato da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique) às eleições presidenciais de 15 de outubro.

A apresentação de Filipe Nyusi tem sido feita em comícios inseridos na presidência aberta, que se iniciou na semana passada, no norte do país.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)