Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

CGD vai cobrar 34 cêntimos mensais nos serviços mínimos bancários mas dá isenções

Caixa isenta quem ganha o salário mínimo.
Lusa 9 de Outubro de 2019 às 19:35
Caixa Geral de Depósitos
Caixa Geral de Depósitos
Agência da Caixa Geral de Depósitos
Caixa Geral de Depósitos
Caixa Geral de Depósitos
Agência da Caixa Geral de Depósitos
Caixa Geral de Depósitos
Caixa Geral de Depósitos
Agência da Caixa Geral de Depósitos

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai cobrar 34 cêntimos mensais de comissão nas contas de serviços mínimos bancários a partir de janeiro de 2020, mas isenta quem ganha o salário mínimo.

"A Caixa vai isentar de qualquer pagamento na conta de serviços mínimos, a todos os clientes que tenham uma remuneração igual ou inferior ao salário mínimo nacional. Para os restantes clientes desta conta, o custo será de 34 cêntimos de euro, ou seja cerca de um cêntimo por dia", pode ler-se num documento enviado por fonte oficial do banco público à Lusa.

Nos levantamentos de dinheiro ao balcão, e com caderneta (que deixou, em 14 de setembro, de constituir meio de movimentação de conta), o custo passou de 2,75 euros para 3 euros, e a atualização de caderneta duplicou, passando de 1 para 2 euros.

CGD Caixa Geral de Depósitos economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)