Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

China lamenta decisão da OMC nas quotas de terras raras

27 de Março de 2014 às 06:50

O Governo chinês lamentou hoje a decisão da Organização Mundial do Comércio (OMC) de considerar injustificadas as suas quotas de exportação de terras raras, tungsténio e molibdénio, apesar de ter garantido que irá atuar de acordo com as normais internacionais do organismo.

"A China continuará a melhorar a sua gestão dos recursos, seguindo as regras da OMC para preservar uma concorrência justa", destacaram fontes do Ministério do Comércio citadas pela agência oficial, Xinhua.

A OMC decidiu quarta-feira serem inválidas as quotas impostas pela China à exportação daquelas matérias-primas, essenciais na produção de alta tecnologia ou armamento e que no caso das terras raras são quase um monopólio mundial do país asiático.

Ver comentários