Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Brasileira morreu no acidente de comboio em Nova Jérsia

Fabiola Bittar de Kroon, de 34 anos, é a única vítima registada.
29 de Setembro de 2016 às 14:20
Uma mulher de nacionalalidade brasileira é a vítima mortal do brutal acidente de comboio que ocorreu esta quinta-feira em Nova Jérsia, nos EUA. O descarrilamento aconteceu por volta das 8h45 locais (13h45 em Lisboa).

Segundo a televisão norte-americana NBC,  a mulher foi identificada como Fabiola Bittar de Kroon, de 34 anos. Era advogada na empresa de software SAP.

A vítima mortal tinha um filho e estava na plataforma da estação em Hoboken quando o comboio descarrilou.

O governador de Nova Jérsia já tinha confirmado a morte de uma pessoa, adiantando que outras 108 ficaram feridas. Os hospitais referem que há 70 feridos internados, três dos quais em estado grave.

A informação divulgada pelo governador difere das primeiras indicações que davam conta da morte de três pessoas.

"Temos de rezar pela única fatalidade que temos até este momento, bem como pelas outras vítimas", disse Chris Christie à televisão norte-americana CNN. 

A porta-voz dos serviços de tráfego de Nova Jérsia disse que havia cerca de 250 passageiros no comboio no momento do acidente e que desconhecia se ainda havia pessoas a bordo.

Os estragos deixam adivinhar mais vítimas: a estação ficou sem diversos pilares e algumas partes do telhado colapsaram. 

As redes sociais estão pejadas de imagens dos escombros do acidente, com pedaços de metal e detritos por todo o lado. 


O comboio suburbano terá, ao que tudo indica, ultrapassado o final da linha onde seguia, só parando depois de ter atravessado uma parede e ir de encontro a uma espécie de "hall" de espera, perto da entrada da estação.

A causa do acidente ainda não é conhecida, mas a polícia local acredita que se tratará de um descarrilamento causado por um problema técnico ou falha humana. As autoridades descartam, para já, a hipótese de terrorismo.

À NBC, uma testemunha garante que "o comboio não chegou a travar" quando se aproximou do fim da linha. Outros contam que as carruagens iam cheias e muitos tiveram de partir os vidros para conseguirem escapar aos escombros.

Todo o serviço de transporte está suspenso na zona e as autoridades continuam a investigar, enquanto se procuram respostas e vítimas para resgatar.

A porta-voz dos serviços de tráfego de Nova Jérsia afirmou também que ainda não foi determinada a velocidade a que o comboio seguia ao entrar na estação e que já foi aberta uma investigação.

"Estamos a analisar tudo o que possa ter causado este acidente", disse.




Governo desconhece se há feridos portugueses
O Governo português desconhece, até ao momento, se há portugueses envolvidos no acidente de comboio que ocorreu hoje em Nova Jérsia, nos Estados Unidos, mas mantém-se "a acompanhar a situação, através dos serviços consulares".

A informação foi hoje adiantada aos jornalistas pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

"De acordo com as nossas responsabilidades, acompanhamos, com os nossos serviços consulares, a dimensão do acidente e para verificar se há ou não portugueses", disse o governante, que lamentou os acontecimentos.

José Luís Carneiro adiantou que as autoridades portuguesas darão "informação pública" à medida que existam novos dados sobre o sucedido.

(Em Atualização)

EUA comboio acidente estação hoboken nova jérsia morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)