Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Comissão da ONU iliba Xanana Gusmão

A comissão da ONU liderada pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro que investigou os actos de violência ocorridos em Timor-Leste nos passados meses de Abril e Maio, que levaram à saída do primeiro-ministro Mari Alkatiri do governo, ilibou o presidente Xanana Gusmão.
17 de Outubro de 2006 às 11:22
De acordo com o relatório entregue esta terça-feira no Parlamento Nacional timorense, “o Presidente não ordenou nem autorizou o grupo armado dos homens sob o comando do major Alfredo Reinado a cometer acções criminosas”.
A comissão confirma também ter reunido provas de que o major Alfredo Reinado e os seus homens são suspeitos de terem cometido crimes contra a vida e as pessoas durante os confrontos armados ocorridos a 23 de Maio, recomendando que sejam alvo de processos criminais.
O relatório da ONU recomendou ainda uma investigação adicional para determinar se Mari Alkatiri deve ser responsabilizado criminalmente pela distribuição de armas a civis, um crime que alega que Rogério Lobato e Roque Rodrigues (ex-ministros do Interior e da Defesa) cometeram, bem como o chefe das Forças Armadas, brigadeiro-general Taur Matan Ruak, pelo que deverão ser responsabilizados.
Apesar de não ter encontrado provas de que o ex-primeiro-ministro estivesse envolvido pessoalmente na distribuição ou posse ilegal de armas, a comissão diz ter recebido informações que levantam a suspeita de que sabia da distribuição ilegal de armas pelo ex-ministro do Interior, Rogério Lobato.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)