Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Constituição não dá poderes à Presidente para anular votação

Horas antes, a Presidente do Malaui, Joyce Banda, anunciou que os eleitores deveriam repetir a votação dentro de três meses, uma vez que foram detetadas "irregularidades sérias" neste escrutínio.
24 de Maio de 2014 às 17:17

O candidato presidencial que estava na frente da corrida no Malaui, Peter Mutharika, afirmou hoje que a Constituição não autoriza a Presidente do país a anular as eleições presidenciais, legislativas e municipais de 20 de maio.

 

"Nada na Constituição dá à Presidente os poderes para anular uma eleição. É claramente ilegal, anticonstitucional e inaceitável", acrescentou em conferência de imprensa Mutharika, que, segundo os resultados preliminares anunciados na sexta-feira após a contagem de cerca de um terço dos votos, tinha 42%.

Constituição Presidente anular votação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)