Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Contestatários criticam retirada de carris no Tua sem contrapartida executada

Lusa 17 de Novembro de 2015 às 17:39

A Plataforma Salvar o Tua criticou hoje o início da retirada, por parte da EDP, dos carris de parte da Linha do Tua sem que tenha sido executado o plano de mobilidade alternativo e imposto como contrapartida.

O movimento contestatário da construção da barragem do Tua, que vai submergir 18 quilómetros da ferrovia, divulgou hoje que "teve início esta semana o levantamento de carris e travessas", no troço que vai ser alagado pela albufeira, enquanto aquela que foi a principal condição imposta à EDP pela construção da barragem "continua por cumprir".

A Agência de Desenvolvimento do Vale do Tua, que estava a conduzir o processo, indicou à Lusa que entregou à EDP o cumprimento da contrapartida e que a empresa estará a negociar com um operador privado para executar o plano de mobilidade quotidiana e turística, com a previsão de que o contrato deverá ser assinado "até ao final de dezembro".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)