Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Costa defende mais coordenação de políticas orçamentais e com o BCE

Considera que são "condições essenciais para o crescimento e o emprego".
28 de Janeiro de 2017 às 18:52
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
O Primeiro Ministro de Portugal e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
António Costa, Lisboa, Europa, chefe do Governo, Chipre, França, François Hollande, Espanha, Mariano Rajoy, Grécia, Alexis Tsipras, Itália, Paolo Gentiloni, União Europeia
O Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano durante o discurso conjunto
O Primeiro Ministro Grego e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha bem disposto durante a reunião
O Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro Italiano, o Primeiro Ministro de Portugal e o Presidente do Governo Espanhol caminham para a fotografia de família
O Presidente do Governo Espanhol, o Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O Primeiro Ministro Grego, o Presidente do Governo Espanhol, O Presidente de França, o Primeiro Ministro de Portugal à conversa enquanto o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
O Primeiro Ministro de Portugal e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
António Costa, Lisboa, Europa, chefe do Governo, Chipre, França, François Hollande, Espanha, Mariano Rajoy, Grécia, Alexis Tsipras, Itália, Paolo Gentiloni, União Europeia
O Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano durante o discurso conjunto
O Primeiro Ministro Grego e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha bem disposto durante a reunião
O Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro Italiano, o Primeiro Ministro de Portugal e o Presidente do Governo Espanhol caminham para a fotografia de família
O Presidente do Governo Espanhol, o Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O Primeiro Ministro Grego, o Presidente do Governo Espanhol, O Presidente de França, o Primeiro Ministro de Portugal à conversa enquanto o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
O Primeiro Ministro de Portugal e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha, o Presidente Francês e o Primeiro Ministro de Portugal durante a reunião
António Costa, Lisboa, Europa, chefe do Governo, Chipre, França, François Hollande, Espanha, Mariano Rajoy, Grécia, Alexis Tsipras, Itália, Paolo Gentiloni, União Europeia
O Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano durante o discurso conjunto
O Primeiro Ministro Grego e o Primeiro Ministro Italiano
O Presidente do Governo de Espanha bem disposto durante a reunião
O Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro Italiano, o Primeiro Ministro de Portugal e o Presidente do Governo Espanhol caminham para a fotografia de família
O Presidente do Governo Espanhol, o Primeiro Ministro de Portugal, o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O Primeiro Ministro Grego, o Presidente do Governo Espanhol, O Presidente de França, o Primeiro Ministro de Portugal à conversa enquanto o Presidente do Chipre, o Primeiro Ministro de Malta e o Primeiro Ministro Italiano preparam-se para a fotografia de família
O primeiro-ministro português, António Costa, defendeu hoje maior coordenação das políticas orçamentais europeias e destas com as políticas do Banco Central Europeu, enquanto "condições essenciais para o crescimento e o emprego".

"Uma maior coordenação das políticas orçamentais, e das políticas orçamentais com as políticas do Banco Central Europeu, são condições essenciais para o crescimento e o emprego", defendeu António Costa, durante a declaração final conjunta das chefes de Estado e de Governo dos países do sul da União Europeia.

O anfitrião da cimeira dos países do Sul, que decorreu hoje, em Lisboa, defendeu também a conclusão da "união económica e monetária, melhorando os mecanismos de prevenção de riscos, nomeadamente na área da união bancária, mecanismos que respondam aos choques assimétricos, em particular no mercado do trabalho".

Mais tarde, questionado pelos jornalistas, António Costa reconheceu a continuidade da sua proposta de um fundo monetário europeu relativamente à mesma ideia avançada pelo anterior primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

"É uma ideia que vem desde o relatório dos cinco presidentes e que, felizmente, Portugal tem continuadamente apoiado", disse, quando questionado sobre as diferenças.

Para António Costa, a evolução para "um verdadeiro fundo monetário europeu", patente nas conclusões, para permitir "melhores condições de gestão das dívidas soberanas e, assim, também mobilizarmos recursos para aquilo que é essencial: aumentar o investimento, tendo em vista criar melhores condições para o crescimento, para o emprego".

"Acho que a capacidade orçamental própria da União Europeia ganharia muito se recursos que estamos a consumir dessa forma, pudessem ser mais inteligentemente encaminhados para essa dimensão da capacidade orçamental própria da zona euro".

António Costa sublinhou também a necessidade de conclusão do mercado interno, nomeadamente da energia e o mercado digita.

O chefe de Governo português insistiu no apoio à "concretização do pilar europeu dos direitos sociais", para que a Europa esteja assente não só numa economia próspera mas também num "modelo social, que tem sido uma das chaves" da sua afirmação global.

Na segunda cimeira de países do sul da Europa, participaram hoje, além do chefe do Governo português, os presidentes do Chipre (Nikos Anastasiades) e de França (François Hollande) e os primeiros-ministros de Espanha (Mariano Rajoy), Malta (Joseph Muscat), Grécia (Alexis Tsipras) e Itália (Paolo Gentiloni).

Esta foi a primeira vez que participam os líderes dos sete países, depois de Rajoy não ter estado presente na primeira edição, em setembro passado, em Atenas, Grécia, por o seu governo estar em gestão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)