Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Costa Rica vai fechar fronteira a migrantes cubanos

Crise migratória no país. começou a 15 de novembro.
Lusa 19 de Dezembro de 2015 às 04:15
Luis Guillermo Solís. presidente da Costa Rica
Luis Guillermo Solís. presidente da Costa Rica FOTO: Reuters

O Governo da Costa Rica anunciou este sábado que não dará mais vistos a cubanos por os líderes da América Central terem recusado debater a crise gerada no país com a chegada de milhares de migrantes de Cuba.

"Não podemos continuar a receber imigrantes indefinidamente", disse o Presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, numa conferência de imprensa.

Os 5.989 cubanos que já receberam um visto "de trânsito" das autoridades da Costa Rica não serão afetados, mas os 2.053 que estão na fronteira entre com o Panamá serão os últimos a entrar no país de forma legal, disse a diretora dos serviços de imigração, Kattia Rodríguez.

A crise migratória na Costa Rica começou a 15 de novembro quando o Governo da Nicarágua decidiu fechar a fronteira aos cubanos.

A decisão da Costa Rica foi tomada depois de Solís ter abandonado, na sexta-feira, uma cimeira de líderes da América Central, em El Salvador, perante a recusa dos seus homólogos em debater a questão migratória na região.

Solís disse aos jornalistas que abandonou a cimeira devido à postura da Guatemala, Belize e Nicarágua, países que até agora não permitiram a entrada de cubanos em trânsito para os Estados Unidos da América.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)