Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Crédito à habitação abranda e mal-parado subiu

O crédito à habitação abrandou em Maio pela décima vez em doze meses, enquanto o crédito mal-parado atingiu o calor mais elevado desde Fevereiro de 2006, de acordo com dados divulgados pelo Banco de Portugal, esta quinta-feira.
19 de Julho de 2007 às 15:47
No mês de Maio, o crédito para a habitação cresceu 9,2%, face a igual período do ano anterior, depois de ter aumentado 9,3% em Abril.
Ao nível do crédito do consumo, assistiu-se a uma aceleração no crescimento da concessão de empréstimos em Maio, interrompendo a desaceleração dos dois meses anteriores. No mesmo mês a taxa de juro média do empréstimo à habitação em Portugal rondava os 4,63%, bem acima dos 3,93% verificados em Junho de 2006.
Com a melhoria da situação económica na Zona Euro, o Banco Central Europeu (BCE) tem vindo a aumentar as taxas de juro, para prevenir eventuais pressões inflacionistas, e as taxas de mercado têm estado influenciadas por essa pressão de alta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)