Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Crise não vai afectar preparação olímpica

O presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente Moura, garantiu esta terça-feira que o programa de preparação e a participação nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, não vai sofrer qualquer
corte de verbas, apesar das medidas de austeridade do Governo.
5 de Julho de 2011 às 19:54
Vicente Moura quer mais de 100 atletas em Londres 2012
Vicente Moura quer mais de 100 atletas em Londres 2012 FOTO: Fernando Ferreira/Record

"O Projecto Olímpico não foi cortado. Não vamos ter problemas relativamente à preparação olímpica nem à participação nos Jogos Olímpicos de Londres", afirmou Vicente Moura, que chefiou a delegação do COP que esta terça-feira reuniu com o Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, e com o secretário de Estado do Desporto e da Juventude, Alexandre Mestre. 

Vicente Moura referiu que o COP está "a receber sem nenhum atraso nem qualquer tipo de problema" as verbas do Orçamento do Estado para a preparação olímpica, no valor global de 14,6 milhões de euros. Os contratos programa estão assinados e estão a ser cumpridos a par e passo. E vão continuar a ser cumpridos. Nesse aspecto, não haverá qualquer recuo. Estamos tranquilos e convictos de que a preparação olímpica se vai fazer nas melhores condições e, se possível, honrar o desporto português", afirmou o dirigente citado pela Lusa. 

Expressando a certeza de que "a preparação olímpica se vai fazer nas melhores condições", o presidente do COP salientou que houve cortes nos orçamentos das federações. "Todas as federações e o próprio COP sofreram um corte nas verbas em termos de gestão, mas temos de compreender que o país está numa situação difícil e todos nós estamos a fazer o que é possível para evitar despesas supérfluas", disse. 

Vicente Moura esclareceu que o corte nas dotações para as federações desportivas "foi estabelecido pelo anterior Governo, no final do mandato de Laurentino Dias, e tinha a ver com a circunstância de o país já estar em dificuldades". Sublinhando a necessidade de "se ter rigor e contenção", Vicente Moura defendeu que "não se pode ter desperdícios". 

Na reunião realizada no Conselho de Ministros, o presidente do COP referiu que analisou outras questões com os responsáveis pela tutela e informou que, até ao momento, são apenas 19 os qualificados para os Jogos Olímpicos e que o desejo é "que a delegação tenha mais de 100 atletas".

Vicente Moura Comité Olimpico Londres 2012 Miguel Relvas Alexandre Mestre Laurentino Dias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)