Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Decisões do CDS tomam-se no CDS

Paulo Portas, ex-líder do CDS-PP e novamente candidato à liderança do partido, afirmou esta segunda-feira que “as decisões do CDS tomam-se no CDS”, criticando um possível recurso da decisão do Conselho de Jurisdição do partido para o Tribunal Constitucional.
26 de Março de 2007 às 18:15
Numa entrevista concedida ao Rádio Clube Português, Portas assegurou que teria acatado o parecer do “tribunal do partido” se a decisão do Conselho de Jurisdição não lhe tivesse sido favorável.
No passado sábado, Diogo Campos, militante da distrital de Aveiro do CDS-PP, admitiu recorrer do parecer do conselho de jurisdição do partido sobre a realização de directas, por ter “dúvidas da legalidade” da deliberação”.
HÉLDER AMARAL AVANÇA COM QUEIXA CONTRA NOGUEIRA PINTO
Entretanto, Hélder Amaral, deputado do CDS-PP eleito por Viseu, confirmou esta segunda-feira ter apresentado no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP), em Lisboa, um queixa por difamação contra Maria José Nogueira Pinto.
A queixa de Hélder Amaral surge na sequência da acusação de agressão feita pela presidente do Conselho Nacional do CDS-PP, no final da última reunião desde órgão do partido.
MAIS UMA DEMISSÃO
Pedro Carvalho lamenta a "guerrilha" e "luta" pelo poder que se assiste no CDS-PP e pondera abandonar o partido. O descontentamento levou o democrata-cristão a apresentar hoje a demissão do Conselho de Jurisdição do CDS-PP, depois da aprovação, a 22 de Março, que o Conselho Nacional do partido pode convocar eleições directas para a escolha do líder, antes de marcar um Congresso, uma medida decidida com base numa fundamentação politica e não jurídica, defende.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)