Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Derrocada de viaduto mata um e fere quatro

Um morto e quatro feridos, três deles graves, todos portugueses, foi o resultado da derrocada de um pilar de um viaduto que estava a ser construído sobre o rio Arenteiro, perto de Carballiño, Ourense, Galiza.
7 de Setembro de 2007 às 10:12
O acidente ocorreu às 6h22 (hora local, menos uma em Lisboa), quando o pilar, com cerca de 70 metros se desmoronou, arrastando consigo duas plataformas. Esta obra é a da construção da linha ferroviária de alta velocidade.
O encarregado da obra, identificado pelo alcaide de Carballiño, Carlos Montes, como Manuel Domingues e residente em Vigo, foi a vítima mortal, que ficou esmagada pelas plataformas.
Os feridos, três dos quais em estado grave, foram transportados, dois para o Centro Hospitalar de Ourense e outros dois para a clínica do Carmen, naquela cidade galega.
As vítimas do acidente trabalhavam para um consórcio temporal de empresas, formado pelo Fomento de Construções Contratadas e o Grupo Comsa.
O acidente ocorreu no sub-lance da linha de alta velocidade entre Ourense e Santiago de Compostela, integrado no Corredor Ferroviário Norte-Noroeste. A ponde onde se deu a tragédia é uma das maiores do percurso, com 1,4 quilómetros de extensão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)