Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

DESCOBERTO GENE DA ENXAQUECA

Dois cientistas italianos descobriram um gene associado às enxaquecas e a dores de cabeça fortes, um avanço que pode abrir caminho para novas e mais eficazes terapias contra este mal que afecta milhões de pessoas em todo o Mundo.
21 de Janeiro de 2003 às 20:21
DESCOBERTO GENE DA ENXAQUECA
DESCOBERTO GENE DA ENXAQUECA
A descoberta foi feita pelo genetista Giorgio Casari e pelo neuro-cientista Roberto Marconi, do Instituto San Raffaele, de Milão, que há quatro anos estudam a composição genética de indivíduos de seis gerações de uma família com muitos casos de enxaqueca.

Descoberto no cromossoma 1 – um dos mais bem documentados cromossomas do corpo humano – o gene ATP1A2 provoca mau funcionamento na válvula que transporta sódio e potássio nas células. Em vez de aparentarem a forma poligonal saudável, as células onde a referida válvula não está a funcionar correctamente apresentam uma forma arredondada e estão na origem das dores de cabeça.

Os dois cientistas italianos consideram que a descoberta vai permitir encontrar medicamentos que ataquem directamente as causas das dores de cabeça, em vez de apenas disfarçarem o sintoma. E como o gene está localizado num cromossoma muito bem conhecido pela comunidade científica é natural que a nova terapia (leia-se, um novo medicamento) surja rapidamente no mercado.

Casari e Marconi vão agora iniciar uma segunda fase do seu estudo, com centenas de voluntários, para avaliar se o mesmo gene também estará na origem de dores de cabeça mais fracas. Os dois cientistas já se ofereceram para cooperar com farmacêuticas e vão publicar o seu estudo, ainda hoje, na edição on-line do jornal “Nature Genetics”, em www.nature.com/ng .
Ver comentários