Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Descontentamento social em Angola foi silenciado pelo Governo em 2016 - Amnistia

Lusa 22 de Fevereiro de 2017 às 00:01

O descontentamento social e os protestos decorrentes do agravamento da crise económica em Angola, provocada pela quebra nas receitas do petróleo, foram silenciados pelo Governo e com violação de direitos, acusou hoje a Amnistia Internacional (AI).

A informação consta do relatório anual de 2016 daquela organização, divulgado hoje e que recorda que o agravamento da crise "desencadeou aumentos de preços para alimentação, saúde, combustível, recreação e cultura".

"Isto levou a manifestações contínuas de descontentamento e restrições aos direitos à liberdade de expressão, associação e reunião pacífica. O Governo usou o sistema de Justiça e outras instituições do Estado para silenciar a dissidência", lê-se no relatório da AI.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)