Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Detido governador no Quénia por alegado envolvimento em massacres

Massacres resultaram em mais de 60 vítimas.
26 de Junho de 2014 às 08:58

O governador do distrito de Lamu, na costa do Quénia, foi detido pelo seu alegado envolvimento em três recentes massacres ocorridos naquela zona, que resultaram em mais de 60 vítimas, informaram hoje as autoridades.

Issa Timamy foi detido na noite de quarta-feira pela sua alegada implicação em ataques, perpetrados em duas noites consecutivas na semana passada, na cidade de Mpeketoni e numa aldeia vizinha, que resultaram em perto de 60 mortos.

Outro ataque, que teve lugar já esta semana, deixou pelo menos cinco mortos.

"O governador encontra-se sob custódia", disse o chefe do Departamento de Investigação Criminal, Ndegwa Muhoro, indicando que Issa Timamy deverá ser presente a tribunal ainda hoje.

"Há várias acusações contra si relacionadas com os ataques", disse, sem facultar mais detalhes.

Apesar de a autoria dos ataques em Mpeketoni terem sido quase imediatamente reivindicada pelos Shebab da Somália, um grupo com ligações à Al-Qaida, o Presidente queniano, Uhuru Kenyatta, atribuiu a culpa pelos atentados a "redes políticas locais" e a uma "rede oportunista de outros grupos criminosos".

Na segunda-feira, na sequência dos dois primeiros massacres, caças quenianos bombardearam bases da Shebab somaliana, causando a morte a vários militantes, de acordo com a União Africana.

Os extremistas negaram, contudo, o registo de mortes nas suas fileiras.

internacional Quénia massacres governador Issa Timamy
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)