Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Detido suspeito após explosões na capital do Quénia que causaram 13 mortos

Homem foi detido duas horas depois das explosões.
16 de Maio de 2014 às 16:23

O chefe da polícia queniana informou que já foi detido um suspeito relacionado com as duas explosões, alegadamente causadas por bombas artesanais, que hoje causaram pelo menos 13 mortos no centro de Nairobi, a capital.

O suspeito foi detido duas horas depois das duas explosões na capital queniana, que ocorreram quase em simultâneo, cerca das 14h30 locais (12h30 em Lisboa). As explosões ainda não foram reivindicadas, mas poderá tratar-se de um atentado terrorista cometido pela milícia radical somali Al-Shabab.

O chefe da polícia de Nairobi, Benson Kibue, disse aos jornalistas no terreno que os dois artefactos artesanais "foram detonados simultaneamente" e assegurou que as autoridades têm a situação sob controlo. "Não entrem em pânico", apelou.

De acordo com a informação disponibilizada pelo centro queniano de gestão de catástrofes, a primeira explosão ocorreu numa 'matatu' (popular carrinha para transporte de passageiros, que tem 14 lugares), que estava nas imediações do mercado Gikomba, próximo do bairro de Eastleigh, maioritariamente habitado por somalis, enquanto a segunda explosão se deu numa loja de roupas dentro do mercado.

Quénia polícia explosões Nairobi
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)