Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Diretora-geral do FMI defende impostos sobre a riqueza para apoiar jovens

Lusa 24 de Janeiro de 2018 às 09:00

A diretora-geral do FMI, Christine Largarde, defende impostos sobre a riqueza para financiar programas sociais de apoio aos mais jovens, que, depois da crise, constituem o grupo etário com maior risco de pobreza na União Europeia.

Num artigo divulgado hoje no blogue do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde defende medidas políticas para reduzir a pobreza e a desigualdade entre gerações na Europa: reduzir as contribuições sociais e os impostos sobre os trabalhadores com baixos salários e proteger melhor os jovens de situações de desemprego (através de apoios sociais).

A diretora-geral do FMI, que hoje discursa no Fórum Económico Mundial, em Davos (na Suíça), refere que entre as medidas está também o aumento da progressividade dos sistemas fiscais e a criação de impostos sobre a riqueza (incluindo impostos sobre as heranças), que "podem financiar os necessários programas de apoio social para os cidadãos mais jovens".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)