Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Dois milhões precisam de assistência médica urgente na Líbia, alerta ministro

Lusa 27 de Janeiro de 2016 às 16:36

Quase dois milhões de pessoas precisam de assistência médica urgente na Líbia, país onde mais de 20% dos hospitais estão fechados e que regista um aumento das doenças infecciosas, alertou hoje o ministro da Saúde líbio.

Mesmo nos hospitais que continuam a funcionar, é notória uma "carência extrema" de pessoal e uma "muito escassa" disponibilidade de medicamentos e de vacinas, disse Reida El Oakley numa conferência de imprensa em Genebra.

"O sistema de vigilância médica colapsou", disse, referindo que foi detetado um aumento dos casos de tuberculose, malária, sida e outras doenças.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)