Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Dono de restaurante com preços absurdos foi carteirista no elétrico 28

Era assaltante e é agora dono de dois dos restaurantes que cobram quase 500 euros por ementa na Baixa de Lisboa.
Ana Ferreira Silvestre e Daniela Espírito Santo 3 de Agosto de 2017 às 20:52
Dono do restaurante não reagiu às acusações
Esta conta foi partilhada no Facebook
Restaurante Made in Correeiros já foi alvo de processos da ASAE
Conta de uma refeição no Rio Ceira, atualmente Obrigado Lisboa
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Dono do restaurante não reagiu às acusações
Esta conta foi partilhada no Facebook
Restaurante Made in Correeiros já foi alvo de processos da ASAE
Conta de uma refeição no Rio Ceira, atualmente Obrigado Lisboa
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Dono do restaurante não reagiu às acusações
Esta conta foi partilhada no Facebook
Restaurante Made in Correeiros já foi alvo de processos da ASAE
Conta de uma refeição no Rio Ceira, atualmente Obrigado Lisboa
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes
Restaurante lisboeta acusado de enganar clientes com contas exorbitantes

Um dos donos do polémico restaurante Made in Correeiros, que, esta semana, ficou conhecido nas redes sociais pelas piores razões, voltou a dar que falar esta quinta-feira. Tudo porque José Manuel Cardoso, mais conhecido por 'Xula', foi, no passado,  carteirista no elétrico 28. 

José Manuel Cardoso, ou ‘Xula’ para as forças de segurança que já o investigam há muito, era, nos anos 90, um carteirista bastante conhecido da polícia. Xula era suspeito de assaltar pessoas no elétrico 28 e nas estações de metro e, como fonte policial contou ao jornal Observador, o homem era cabecilha de um grupo que roubava carteiras nos transportes públicos de Lisboa.

A partir de 2009, e em virtude da vigilância mais apertada nas estações do metro, o 'amigo do alheio' passou apenas a realizar os seus assaltos na linha de eléctrico número 28 da capital portuguesa. Foi várias vezes detido pela polícia, mas nunca chegou a ser condenado. 

Desde 2005, José Manuel Cardoso está ligado a 40 processos que são, na sua maioria, relacionados com casos de furto. Nos tribunais, apenas decorre contra ele um processo por furto qualificado, processo esse que ainda não foi concluído.

A verdade é que nunca se conseguiu provar a existência deste grupo de carteiristas, e, como tal, nada ficou oficialmente provado na justiça.

‘Xula’, ex-carteirista, e um sócio, conhecidos já pelas autoridades, montaram em conjunto uma rede de vários restaurantes em zonas históricas de Lisboa. Estes restaurantes tornaram-se polémicos quando um recibo pareceu mostrar que um prato rondava à volta dos 250 euros e a ementa podia ir até os 500 euros.

Xula Lisboa Mercedes José Manuel Cardoso Observador Tiagu’s Tiago Ribeiro Correeiros Obrigado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)